Em física,  diz o seguinte: “Os átomos reagem e se comportam como se tivessem padrões de ressonância e estabelecem um sistema que desintegra possíveis barreiras entre a Física e a Música”.

O Mundo microscópio – Átomo a canção – O Som é Vibração e Energia…

atom

Nada está parado perceba; tudo se move, tudo vibra. Por o isso devemos ter cuidado com o que pensamos ou falamos; e se estivermos dentro de um Templo, uma Casa de Orações, esse cuidado deve ser redobrado, pois, se pensarmos coisas positivas, o resultado só pode ser positivo; porque o som ocorre em forma de energia causada por vibração; combinando com o ritmo e pausa sonora, resulta em música… Uma sessão maçônica bem executada traz benefícios importantes aos membros presentes, além de espalhar bons fluidos à toda humanidade.

As vibrações passam para a atmosfera sob a forma de propagação ondulatória quando então, o ouvido humano torna-se capaz de captá-las, é quando o cérebro humano com mais propriedade consegue fazer a interpretação para dar sentido, o número de vibrações na unidade de tempo chama-se frequência.

As unidades de medida de frequência sonora são representadas pelo Hertz. Por sua vez, notas musicais são vibrações sonoras comunicadas através do ar e as frequências de todas as notas de uma escala musical ficam definidas quando se fixa a frequência de uma delas.

Os músicos contemporâneos fixam a frequência da nota La com 440Hz,  esse padrão não havia antigamente, coisa que a ciência moderna faz hoje com a maior eficiência.

A Ciência musical está tão avançada que os cientistas afirmam que a música traz imensos benefícios ao homem, aos animais e até mesmo às plantas.

Certa vez quiseram definir a música, então fizeram uma pergunta: o que é a música? e a melhor definição foi a seguinte:

“A MÚSICA É A ARTE QUE FAZ MANIFESTAR OS DIVERSOS AFETOS DE NOSSA  ALMA MEDIANTE O SOM “
(Por/J.Coutinho:.)

 

No mundo microscópico, como é do conhecimento de todos, matéria e energia não são duas coisa completamente distintas.

Átomo 1426797662257801

Átomo 1426797662257801

 

A matéria é simplesmente uma força altamente estável de energia acondicionada como quanta (entidades compostas por partículas com propriedades tais como: massa, momento sinético e momento angular), que se movimentam e oscilam constantemente.

Por esta razão, o Universo jamais para de movimentar, nem por um instante. É como uma dança ininterrupta.

No mundo das partículas elementares, que a física moderna revela, há única onda de movimento conhecido como rotação, “o momentum do spin” determina a natureza de cada átomo.

Ao mesmo tempo a energia de cada partícula, dentro de um átomo não se altera ao acaso, mas muda somente proporcionalmente  à constante física fundamental conhecida como: Constante de Planck.

“A lei que determina as mudanças na energia das partículas é similar à lei que rege a harmonia musical”

A música é uma das sete artes liberais. Procede do grego “musa”, que significa inspiração, poesia harmonia e encanto. Num, momento de tristeza ou de alegria, a música dá o tom .

Em todas as civilizações, a música era cultivada por meio do cântico e de instrumentos; inicialmente de percussão, depois de sopro e mais tarde de cordas; hoje com a tenologia e a eletrônica, obtém-se os sons mais variados que possam surgir.

IMG_4091Nas sessões maçônicas, a música tem por finalidade, fazer com que os irmão deixem para trás as coisas do mundo profano.
Ela busca propiciar a harmonia que deve reinar entre os obreiros e equilibrar as emoções durante os rituais maçônicos além de proporcionar uma certa cadência nos Trabalho.
Por meio da música, buscavam desenvolver a unidade, ou seja, todos em um único pensamento, eliminando desse modo, através de melodias suaves e agradáveis, as angústias, os anseios frustrados, e as agressões verbais; é desejável que só se executem musicas orquestradas, e de preferencia de autores maçônicos.

A função do Metre de Harmonia é de preparar uma seleção de músicas para cada evento, com uma sequencia definida. Dessa maneira, o ambiente fica mais suave e propício às vibrações positivas de cada membro participante.

A música busca propiciar que as agruras, as frustrações, se transforme em alegria e paz, e a harmonia reine entre os obreiros, equilibrando as emoções durante todos os rituais maçônicos.

A música tem o dom de preparar o ambiente para meditação, para o culto espiritual; não só acalma, ameniza e conforta, como pode curar certos distúrbios nervosos; é comum, ouvir um maçom comentar:

“eu não estava bem; nem um pouco disposto, mas depois da sessão sou outra pessoa”.

IMG_4263

Sabemos que os nossos pensamentos está em conexão com o mundo da matéria que nos cerca, todo átomo está constantemente entoando em canção (no sentido que o movimento dentro de um átomo age como cadência musical). Esotericamente, os sons penetram de tal forma no íntimo dos ceres humanos que lhe dão harmonia e paz.

Platão decantava amúsica das Esferas” , ou seja; o cântico dos seres angelicais. Tudo no Universo é som, que por sua vez é matéria e espírito. Os vegetais, e os animais sentem a influência da música e deleitam-se em ouvi-la.

Esta é a imagem do mundo moderno que a física esboça. Por está vinte oitava acima do alcance auditivo dos seres humanos que conseguem ouvir a frequência entre 20 e 20000 hertz, (entre 20 e 200 hertz estão os sons graves; entre 200 e 2000 hertz estão os sons médios; entre 2000 e 20000 hertz estão os sons agudos), não conseguimos ouvir esta canção.

Os cientistas abaixaram esta frequência até o alcance auditivo humano e, quando conseguiram ouvi-la acharam que parecia música apropriada para balé, e propuseram coletâneas intituladas “Canção do Oxigênio”, “Ária do Mercúrio”, “Choro do Nitrogênio”.

Zero absoluto (-273,15ºC) é a temperatura no qual, (teoricamente), todo movimento atômico cessaria e um corpo não teria nenhum calor ou energia.

Acima desta temperatura, que na verdade nunca foi alcançada, as moléculas estão constantemente se deslocando.

Quanto mais alta a temperatura, mais rápido o movimento. Por exemplo, uma molécula de H2O em um cristal de gelo repete a cada segundo um milhão de movimentos cruzados.

Da mesma forma, as partículas elementares, os núcleos atômicos, os átomos e as moléculas que formam a matéria estão todos oscilando e emitindo sons incessantemente. Pode se dizer que o Universo está sempre entoando a “Canção da Energia”.

Dentro das pesquisas energéticas de Renè Huyghe em sua volumosa obra”Formas e Forças”, que enfoca todas as áreas do conhecimento desde a humanidade até as ciências naturais sobre relação dinâmica que existe entre as formas visíveis e as formas invisíveis do mundo natural. O estudo da estrutura e da forma das oscilações. referidas neste livro é conhecida como “Cysmatics”.

violinoNesta área de estudo descobriu-se que quando uma nota é tocada em um violino, emitindo uma frequência determinada, grãos de areia espalhados em um folha de vidro ou metal formam um desenho geométrico uniforme, conhecido como figura de Chladini, figura que foi determinada pela nota que fez a superfície vibrar, (este fenômeno foi descoberto pelo físico alemão Ernest Chladini, 1756- 1827).

Com base nesta descoberta, os cientistas apreenderam a visualizar os sons de uma ampla variedade de frequências, inclusive os sons da voz humana.

Descobriu-se que certas frequências formavam desenhos em forma de ” T ” que se pareciam com objetos e organismos do mundo natural.

Os desenhos produzidos pelos sons tinham várias formas, entre elas: estrela do mar, coral, espinha de peixe, fava, folhas e pétalas.

Em vez de vermos o fenômeno como uma mera coincidência, parece plausível concluir que existe alguma forte relação entre a forma do som e a forma dos organinos e tecidos vivos.

Pode-se dizer que as diferentes formas ou figuras encontradas no ambiente natural são todas cristalizações de um ritmo uniforme e que são a concepção visual dos sons e das vozes.

Formas e movimentos, do mesmo modo que luzes e cores podem ser convertidos em sons. Hans Jenny, o decano da “Cysmatics” enfatizou que na natureza existe apenas um ritmo cíclico que torna possível a todas as coisas existirem no estado de onda, oscilação ou pulsação. Em outras palavras ele diz: “No principio era o ritmo”.


Form. for./Renè Huyghe
Text/Budè byheart
(Edit./J.Coutinho:.)

 

RADIOATIVIDADE

 


(Por/J.Coutinho:.)